27/11/2013

Blogueira.



Acordou cedo, aos primeiros raios de sol. No céu que se destrinchava além da janela localizada à esquerda, uma mistura de cores brincava ao lado das nuvens, lembrando a tela de um artista inspirado. Com um suspiro de sono e os olhos apertados pela sensação de ainda não ter despertado, lavou o rosto no banheiro apertado e fez a higiene bucal. Livre do mau hálito matinal e com os cabelos esquecidos embaraçados e bagunçados, rumou à cozinha, despejando leite e chocolate em pó em uma caneca repleta de citações de Shakespeare, outrora seu escritor favorito.

Após provar do líquido marrom e ajustá-lo ao seu gosto, apanhou caneca e se direcionou ao escritório improvisado que tinha montado ao lado do quarto. Ignorando a papelada mal organizada na mesinha de trabalho, abriu o notebook e deu um clique no botão de ligar, ajeitando a caneca cuidadosamente sobre o suporte de copo já disposto ao lado do eletrônico. Enquanto a tela ficava azul e aguardava que a proprietária digitasse a senha, a mesma voltou para o quarto, buscou dois travesseiros (não sem antes tropeçar em um tênis largado no meio do caminho) e entrou novamente no escritório, onde acomodou os travesseiros na poltrona confortável em que trabalhava e digitou rapidamente os caracteres que compunham a senha do precioso notebook.

Tomando cuidado para não orquestrar outro desastre que comprometesse seu bem-estar, ela deslizou para mini-sofá que tinha comprado para não sofrer com dores nas costas e observou as pilhas de livros adesivados com diversos post-its ao redor da mesa. Bebendo um gole do achocolatado (e acidentalmente, queimando a ponta da língua), ela pegou o livro que ocupava o topo da pilha e se pôs a ler as anotações que havia colado por todo ele nos papeizinhos coloridos, reescrevendo coisas e tomando algumas notas em uma agendinha que estava ali perto.

Incomodada com o cabelo solto e a posição desleixada na poltrona, deu um nó nas mechas escuras e grossas, obtendo um coque no topo da cabeça; ajeitou a coluna, empurrou os ombros para trás e cruzou as pernas, adquirindo a postura correta. Estando pronta para começar a trabalhar, deu uns cliques aqui e ali com o auxílio do mouse e logo já tinha a página branca de edição do blog à sua frente, esperando para ser preenchida. Aquele seria um longo dia.


6 comentários:

Comentários
6 Comentários
  1. Amo esses textos simples ><

    http://pequenamiia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kaah!

      Obrigada! <3

      Beijos,

      Natalia Leal

      Excluir
  2. Adorei sei seu texto. muito fofo e que retrata bem o nosso mundo =)
    Acho que todo blogueiro faz isso. eu pelo menos nos finais de semana hahaha

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dreeh!

      YES! Essa foi a intenção, hoho :#)

      Faço isso sempre que dá!

      Beijos,

      Natalia Leal

      Excluir
  3. Olá Natalia!
    Amei seu texto, que lindo!
    Sério, você tem talento :)
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana!

      Muito obrigada! <3

      Beijos,

      Natalia Leal

      Excluir